terça-feira, 11 de maio de 2010

as minhas dúvidas e as minhas certezas sobre a igreja católica.

Dúvidas sobre a Igreja Católica:

1. talvez (!?) represente um deus que ninguém pode provar que existe ou não.
2. talvez (!?) possas ir para o céu se fizeres o que a igreja diz que é a vontade desse deus que ninguém pode saber se existe.

Certezas sobre a Igreja Católica:

1. É criada pelo império romano como instrumento de dominância ideológica, por via da integração religiosa.
2. Tem sede num Estado inútil, revestido a ouro e a pedras preciosas, quando faz a apologia da pobreza.
3. É autora moral e material dos crimes mais hediondos cometidos contra a humanidade e o conhecimento.
4. Faz a apologia da ignorância, do dogma anti-científico e do individualismo.
5. Faz a apologia do ódio, aliás, como praticamente todas as instituições religiosas, separando a população entre os puros e castos, por um lado; e o os pecadores e ímpios, por outro.
6. discrimina o sexo feminino e faz a apologia do machismo.
7. apadrinhou e abençoou os mais bárbaros regimes fascistas da história, entre os quais os de hitler, mussolini, salazar e pinochet.
8. entre os seus funcionários contam-se milhares de pedófilos, cuja protecção é assegurada pela hierarquia.
9. vivem à custa da inocência, ingenuidade e fragilidade das populações, impostas pelo culto do medo e pela degradação da condição de vida das pessoas.
10. são agentes políticos conservadores e reaccionários que se posicionam sempre do lado da classe dominante, desde que ela domine política, social e economicamente, ou seja, contra o progresso social.

13 comentários:

Maria disse...

Mais um que vou enviar por mail para alguns contactos.
Admiro a tua objectividade e capacidade de síntese!

Um abraço.

samuel disse...

Claro como água!

Abraço.

Sal disse...

Na mouche! Concordo a 200%!!!

Anónimo disse...

Mais algumas certezas:

- é também por via da Igreja Católica que existem muitas instituições de solidariedade social que ajudam diariamente muitas pessoas.

- é na Igreja que todos os Domingos muitas pessoas vão ouvir palavras de conforto para as suas vidas e de ponte com a eternidade, de que sentem falta.

- quando as pessoas morrem, na nossa sociedade, é muito comum ser um padre que dirige as últimas de conforto à família e amigos. Algo que falta dizer como despedida do seu ente querido.

aquiles disse...

Certezas sobre a Igreja:
1-É criada por Jesus Cristo - Deus feito Homem. Mesmo quem não acredite que é Deus feito Homem tal como nós todos, tem que acreditar que é, no mínimo um Homem que marcou o Mundo inteiro só se sabendo algumas, poucas, coisas da sua vida durante 3 anos (temos que convir que é, no mínimo, algo que parece vir de Deus).
2- Tem sede num dos Estados mais pequenos do Mundo. O Estado do Mónaco, Chipre, Luxemburgo, Malta etc... também são ridículos? O ouro e pedras preciosas fazem parte do espólio de inúmeros museus que geram receitas que, essas sim, sustentadamente e ao longo de muitos e muitos anos, podem ajudar a combater a pobreza e a sustentar toda a instituição. Há mais pobreza num milionário desprendido dos bens que possui do que alguém somítico que ostenta todos os seus bens. É pena que ainda hoje em dia há quem entenda que a pobreza se mede pelas cifras da conta bancária.
3- É tão humana como todos os seres humanos do Mundo. Cometeu erros tal como eu. Tal como o autor deste artigo. Assumiu-os, pediu desculpa, e continua a pedir o perdão de todos os crentes e não crentes. É uma Igreja de homens que estão limitados pela visão do seu tempo.
4- Dogmas? só conheço os de fé! Contam-se pelos dedos e nenhum diz respeito à Ciência. É com tristeza que leio pessoas que acham que ainda hoje a Igreja acha que Deus e Ciência não coexistem. Mas informo, com prazer, que à cerca de 200 anos que a Igreja Católica reconhece que Deus não interfere com as leis da Ciência. Ignorância? não conheço nenhuma formação que demore mais tempo, como por exemplo, a dos Jesuítas (ordem da Igreja Católica), na qual a formação completa dura 12 anos em que desde os estudos clássicos de línguas, filosofia, teologia, etc, fazem parte da formação elementar. Individualismo? enfim... não há outra instituição que faça a apologia da vivência em comunidade tão grande como a Igreja Católica! Um individualismo em comunidade se calhar esqueceu-se da segunda parte.
5- Parece que o autor ficou preso no século XII - nesse século, sim, era essa a mentalidade. O fundamento do Homem é o pecado, não há medo de o afirmar. É pena é ter medo de ouvir que é a partir do pecado que todos se salvam!
6- Por não poderem ser sacerdotes? Francamente! Sabe que uma pessoa não é mais importante por presidir a uma celebração? Se calhar, o que falta é de facto muito conhecimento da realidade de que fala. Não é mais louvável o trabalho de um religioso padre, de um leigo católico ou de uma religiosa. A beleza da vivência em Igreja é exactamente esta – um só corpo que vive uno.
7- Remeto para o que acima foi dito sobre pedidos de desculpa e sobre a humanidade da Igreja.
8- Só este tema levaria a muita tinta. Mas estude e veja que, ainda que lamentavelmente - porque o ideal seria 0 - é a instituição que tem menos problemas do referido género.
9- Subsiste à custa do património que lhe é doado e das generosas dádivas que os fieis dão. Cultura do medo? Não compreendi, a minha criatividade não chega a tanto, lamento, mas peço esclarecimentos…
10- Tenho pena, mas tenho mesmo, de não compreender como alguém pode ser conservador e reaccionário ao mesmo tempo. Sempre do mesmo lado? Sim concordo plenamente, sempre do lado da verdade. Tal como já disse, errando. A Igreja erra porque é feita de Homens e porque está limitada pelo tempo e espaço. Mas soube, também, reconhecer todos os seus erros. Esta Igreja de Homens é também muito humilde. A humildade (humus + veritates)é terra fértil para que possa nascer a procura de Deus.
11- A maior certeza que como crente, ou qualquer pessoa, posso ter em relação à Ireja Católica é que é o maior conjunto de Homens à procura de Deus e a tentarem viver uma relação pessoal com Deus!

Mariana Montalcanto disse...

Aquiles... não podia estar mais de acordo consigo!
Subscrevo as suas palavras e com elas aprendo também! Estamos em sintonia....
É pena as críticas/ dúvidas do autor do post serem tão superficiais e imediatas....e claro, sem saber "separar águas", pelos vistos....

pedras contra canhões disse...

caros amigos aquiles e mariana: não entendam as minhas dúvidas sobre a Igreja como ofensas. são legítimas questões que coloco e que julgo racionais. Espero que possam ler a resposta que vos escrevi no post novo.

pedras contra canhões disse...

resta acrescentar uma coisa: as forças desenvolvem-se aos pares, na natureza como na sociedade. A acção - reacção. quem age pelo progresso social encontra a força da reacção. ou seja, aos progressistas/revolucionários opõem-se os reaccionários/conservadores. parece-me tão evidente...

quanto à sua consideração sobre a pedofilia entre as fileiras de altos sacerdotes, ela mostra bem como as vendas nos olhos toldam o nosso julgamento. Como é na igreja é quase perdoável, não é?

Anónimo disse...

Há tantos cientistas, tantos estudiosos e nunca ninguém foi capaz de me explicar a criação do mundo cientificamente! Eu bem sei que houve uma concentração de matéria e energia extremamente densa e quente. Nesse momento, ocorre uma explosão, o chamado Big Bang, que desencadeia a expansão do Universo... Mas o fundamento da questão: Quem é que provocou a explosão?
Essa matéria existente e energia vinha de onde?
Como se criou o universo??
Aguardo respostas, sabendo que é inexplicável CIENTIFICAMENTE! Meus senhores temos de reconhecer, houve alguém que começou isto tudo, há muitas coisas que nem a mais avançada ciência consegue explicar! Deus EXISTE!!!!!!

pedras contra canhões disse...

ok. o anónimo desarmou-me. pronto. deus existe porque a ciência não pode explicar tudo. tal como no passado não explicava o a rotação da terra e os movimentos terrestres. era deus. como não explicava de onde vinha cada uma das espécies, era deus. como no passado não explicava o que era um relâmpago, era deus. tal como antes de conhecer os fenómenos climatéricos, era deus.

não deixa, porém de ser curioso, que ninguém pergunte: e deus? quem criou deus? como explicam os católicos o nascimento dessa magna criatura? responder-me-ão "deus existe desde sempre e para sempre". e eu respondo, e o vazio também existe desde sempre e para sempre.

e por que são mais capazes de acreditar que deus existe desde sempre e para sempre (sem nenhuma evidência científica ou empírica) do que acreditar que a energia, a massa e o vazio existem desde sempre e para sempre. Pode não ser verdade, mas é bem mais razoável ou não?

é que custa-me ceder ao facilitismo de explicar com deus tudo o que não sei compreender. são opções. felizmente a humanidade soube romper essas limitações, caso contrário ainda hoje olharíamos o éter pensando que quem a quem quisesse voar os deuses lhe queimariam as asas.

pedras contra canhões disse...

é que faz MUITO mais sentido que em vez de uma singularidade ter explodido no vazio imenso nos primórdios tempo, alguém (!?) tenha decidido fazer rebentar umas partículas e esperar milhares de milhões de anos para ver o que acontecia.

Anónimo disse...

É chover no molhado! Que autoridade tão desautorizada!

Mar disse...

Espectáculo de raciocínio...se não te opuseres irei "roubar", numa óptica de continuar o debate lá no meu tasco..:-)