sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Estes criminosos são amigos

Dizia hoje o CDS, pela voz de João Almeida, que era preciso responsabilizar os criminosos que abriram o buraco nas contas do BPN.

O tal buraco que obrigou os trabalhadores portugueses a meter 2 mil e 400 milhões de euros no banco para socializar o prejuízo gerado pela mão criminosa do governo complacente e dos gestores, administradores e accionistas que, sendo de topo, não são por isso menos velhacos.

Dizia pois o CDS que é preciso responsabilizar todos os que criaram a situação. Não sei se entre os responsáveis conta, além do PS e Cavaco, eleitos à data do descalabro, também o CDS - que votou a favor da nacionalização exclusiva do prejuízo deixando de fora os activos da SLN. Não sei se entre os responsáveis também conta o PSD e o BE, se entre os responsáveis conta os que hoje compram ilhas e resorts à custa dos milhões pagos pelos portugueses.

Uma coisa é certa: eu cá esperarei sentado pela "responsabilização". E até aposto que, se cativassem lugares nas cadeias para essa gente toda, ficariam desertos como os primeiros dois concursos de reprivatização do BPN.

3 comentários:

Tiago Silva disse...

Gostei da globalidade do texto, mas responda-me só a uma coisa: porque englobar o BE nessa cartilha?

pedras contra canhões disse...

porque o BE votou a favor do artigo da nacionalização, nos trabalhos de especialidade na Assembleia da República, assim votando favoravelmente uma das mais desastrosas opções do governo PS e dos senhores do dinheiro.

Tiago Silva disse...

Desconhecia. Sim, nesse caso, também tem culpa no cartório.