domingo, 18 de outubro de 2009

Solidariedade com o povo saharaui


Sultana Khaya, activista dos direitos humanos saharaui e residente nos territórios ocupados dos sahara ocidental, esteve em Portugal no final de 2008 denunciando a situação vivida nos territórios ocupados e a sua historia pessoal.Sultana regressou ao. territórios ocupados de onde tinha sido resgatada por uma ONG Sueca, após mais de 1 ano em tratamentos, reconstrução facial e substituição do olho que lhe foi arrancado pela policia marroquina durante um protesto pacifico defronte da universidade onde estudava. Ao tentar sair novamente dos territórios ocupados a 13 de Outubro de 2009,com destino a Barcelona, foi interceptada pela policia marroquina no aeroporto Hassan, detida, interrogada e ameaçada com a remoção do olho que lhe resta. Foi libertada após 5 horas de detenção e retiraram-lhe o passaporte, autorização de residência em Espanha, assim como o seu bilhete de avião.

Depois de estar pessoalmente diante desta resistente, em 2008, onde relatou a brutal violência da polícia marroquina, a recusa de tratamento médico, o boicote à defesa judicial com a expulsão dos advogados estrangeiros que a tentaram defender, culminando no asilo em países europeus, a revolta esmaga-me pela não divulgação pública destes atentados e pela passividade dos governos europeus face a estes aviltantes acontecimentos.

Para Sultana, o fundamental era recuperar e voltar à luta, juntamente com o seu povo. Com ela e com eles, a nossa profunda solidariedade.

Sem comentários: